As "histórias" por trás da história...


Você já se pegou mais apaixonado pelo personagem secundário do que pelo protagonista de alguma história, seja livro ou filme?

Pois é... Isso é mais comum do que a gente imagina e hoje vim aqui confessar o que nós, autores, nem sempre contamos aos nossos leitores...


As histórias por trás da história...


Os leitores costumam achar que nós, autores, já temos tudo muito bem arquitetado em nossas mentes maquiavélicas, mas...


NÃO!!!


Isso está longe de ser a verdade!


Minas de ouro surgem de onde menos esperamos!


Nós, escritores, somos seres humanos e, quando estamos cavando, ou melhor, escrevendo um livro, ficamos tão imersos no desenvolvimento da trama dos personagens principais que muitas vezes não nos damos conta de que por detrás de personagens secundários pode estar o verdadeiro OURO, uma história ainda mais rica - e tocante - que aquela que estamos escrevendo...


gif

Pois é.


Somos pegos de surpresa pela força do próprio personagem - da história que quer e precisa ser contada - um ardor que não tem explicação e, quando nos damos conta, estamos ainda mais apaixonados por aqueles que deveriam existir em função e/ou dar apoio aos protagonistas.


Mas não é o que acontece!


A sensação que tenho é que esses danadinhos que nós mesmos inventamos são pequenos buracos negros a atrair nossa atenção de um jeito tão pungente que não há como escapulir de forma a não conseguirmos pensar em mais nada...


O que é um negócio louco pra caramba porque a vida é atribulada, nossa agenda está abarrotada, não temos como nos dedicar a esses chamados, e, ainda assim, lá estão eles tagarelando dentro de nós, murmurando incessantemente, conversando dentro das nossas mentes e sonhos, implorando (ou seria exigindo?) nossa atenção...


E foi nesse processo de negar a força intrínseca de alguns personagens que levei uma rasteira e compreendi que dentro de um livro - ainda que nem sempre contadas - podem existir histórias de tirar o fôlego que não estamos sendo capazes de enxergar, como é o caso de Samantha de Windston, personagem secundária da minha trilogia Não Pare!, mas que acabou roubando meu coração por sua garra e seu amor desmedido por John. Sua alma guerreira berrava comigo para que sua luta fosse contada ao mundo.


A mesma determinação que a fez lutar por John até o fim mesmo sabendo que era uma batalha perdida, que ele só tinha olhos para outra...


Como já deu para notar, hoje estou um tanto saudosista (e romântica!) e resolvi compartilhar um trechinho de Máscaras (spin-off da trilogia Não Pare!) que me toca de um jeito sem explicação toda vez que leio.


Se você já leu, tenho certeza que vai amar reler, e se não leu...

Bom, sou suspeita para falar, mas acho que você vai ficar não só de queixo caído, mas também se apaixonar e, de quebra, vai querer adquirir logo o último volume para saber como tudo termina... ;)



Trecho de Máscaras (spin-off da trilogia Não Pare!):



"— John... — Trago o ar com determinação e avanço. Sou uma guerreira. Não vou recuar. É chegado o momento do tudo ou nada. — Apenas feche os olhos e aceite meus carinhos. Somente hoje. Por favor...


John emite um som estranho, surpreso com a oferta, completamente perdido. Sufoco o grito de pânico, a expectativa me desintegrando por dentro. Mas, de repente, o mundo é uma aquarela de tons alaranjados e tudo ganha sentido. O sorriso, até então indeciso, expande-se em seus lábios, entre o audacioso e o radiante, enquanto seus olhos emitem ondas magnéticas fortíssimas, prendem os meus e me sugam para perto. Uma emoção diferente, inocente e, ao mesmo tempo, perturbadora, paira no ar. Dou outro passo em sua direção. John não hesita desta vez e elimina a distância entre nós.


— Sim. Vamos comemorar, Sam. Por tudo que já passamos juntos, acho que merecemos isso, não? — ele diz e toma uma das garrafas de minhas mãos trêmulas.

John a abre, faz um brinde a Tyron e, após me dar um pouco para beber, entorna uma grande quantidade de seu conteúdo garganta adentro.


Então é a minha vez de ficar atordoada. Meu corpo parece ter algum tipo de defeito porque só faz tremer e esquentar e suar e manter meus lábios abertos num sorriso bobo e contínuo. O plano segue a mil maravilhas e, com o passar dos minutos, John vai ficando cada vez mais animado e desinibido. Ele bebe e bebe e, engraçadíssimo, relembra com alegria diversas travessuras da nossa infância, brinca, reconta passagens divertidas que vivenciamos nos últimos tempos, faz piada de tudo. Regozijo internamente ao me dar conta de que neste John regado a Necwar não há espaço para tristezas ou fantasmas do passado.


Não há lugar para a híbrida.


Ele está leve, a aura exalando uma alegria que transborda e me faz gargalhar genuinamente, como nunca na vida.


— Eu... Posso te tocar? — John indaga de repente, a voz grave e a respiração ofegante a me causar calafrios ininterruptos.




— Pensei que não pediria — sussurro, o coração ameaçando sair pela boca, ciente de que tudo na minha vida culminara para chegar ali, que minha existência teve um único propósito: esse momento.


Com ele.


John se aproxima lentamente, as mãos gentis a percorrer meu pescoço. Minha cabeça tomba para trás. Eu, a maior de todas as guerreiras de Zyrk, acabava de entregar todas as armas e me rendia por vontade própria.


Para ele.


— Sam... Sam... — John repete meu nome, os lábios grudados à minha pele enquanto solta gemidos de satisfação.


Meu corpo responde, estremecendo da cabeça aos pés. Seguro seu rosto e o faço olhar para mim, quero que presencie o fogo do contentamento desintegrando minha pele e expondo minha alma. John sorri, e ainda que sua expressão esteja ligeiramente aérea devido ao Necwar, seu sorriso parece de entrega. Por mais insano que seja meu pensamento, capto paz dentro da luxúria enlouquecedora que faz as veias de seu peitoral saltarem. Entorpecida de emoção, puxo-o para mim, meus dedos embrenhados no emaranhado de tufos vermelhos e desejos amordaçados. John arfa alto e, no instante seguinte, nossas roupas estão no chão e sua boca está sobre a minha, a língua a invadir meu território, quebrar todas as muralhas da minha alma e a fincar, definitivamente, sua bandeira em meu coração.

Sou a certeza absoluta: nada se compara ao que vivo no momento. Mesmo que não seja real, ainda que graças ao efeito de uma bebida proibida, estou vivendo o maior de todos os sonhos, o que tive a vida inteira: ter John para mim.


Ainda que por poucos minutos, ele seria meu. Somente meu.


E, ainda que por poucos minutos, eu faria que seu mundo fosse apenas eu. Eu e o sentimento maravilhoso e genuíno que nutro por ele. Em algumas horas eu não estaria mais aqui e ele não se lembraria do que fizemos, do nosso momento íntimo. Não poderia forçá-lo a experimentar por mim o que sempre senti por ele, mas não deixaria outro zirquiniano me tocar ou tampouco aceitaria os desígnios do Grande Conselho.


Eu seria a dona do meu caminho, do meu mundo!


Entretanto, no caminho que tomaria e no mundo que adentraria, eu deixaria de ser uma sombra para me tornar outro tipo de sombra. No que caminho que tomaria, John seria apenas uma lembrança do passado. A melhor delas, por sinal. A única.


Ah, John! Não mais poderei estar ao seu lado.


Um sorriso me escapa.


Mas parte de você estará para sempre comigo".





E, como se não bastasse isso, essas histórias por trás da história geralmente trazem um ensinamento bem interessante: que, não importa o que você vai contar, sempre existirá um lado B, que cada pessoa vê a história do seu próprio ângulo e que muitas vezes podemos estar cegos para os mais belos deles...


Ah! E se tiver alguma cena da trilogia Não Pare! que você gostaria que eu colocasse aqui para a gente relembrar juntos? Conta pra mim!


Conta pra mim. Eu vou amar saber! ;)


Beijocas e até a próxima,







**Curtiu? Então compartilha esse post com seus amigo(a)s no Facebook, Twitter, etc, enfim, onde desejar! Eu ficaria muito agradecida.

gif



REVISTA GRATUITA DA SAGA FANTÁSTICA MAIS AMADA DO BRASIL PARA VOCÊ!


Se você já era fã da história (de tirar o fôlego!) sobre a garota que se apaixona pela própria "morte", prepare-se para babar...


Como assim? Ainda não conhece?

Então.. corre! Você vai amar! Não é a toa que já são mais 8 MILHÕES de leituras!


*Promoção Por Tempo Limitado. Pegue sua Revista Gratuita Agora. Clica Aqui!


Seu livro não vende? Quer dicas 100% Grátis para se tornar um escritor de sucesso publicando digitalmente na Amazon?


Então aqui está o e-book com os 3 SEGREDOS que me ajudaram a alcançar milhares de leitores, multiplicar as vendas dos meus livros e ainda me render 8 MILHÕES de leituras no Kindle Unlimited!!!


Pegue o seu agora e comece mudar a sua história. CLICA AQUI:



134 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo