O “mundo normal”...

Atualizado: Ago 27



Como você ficaria começando a leitura de um livro e se deparasse com um “mundo normal” e comum logo de cara? Torceria o nariz? Diria que é uma forma chata ( e errada!) de começar uma trama, certo?


Será?


E se eu te dissesse que existe um jeito certo de começar uma história caso você queira aumentar suas chances de ter mais leitores interessados e, consequentemente, mais livros vendidos?


Descubra agora essa forma comprovada - e simples - que vai dar um "up" no início do seu livro e aumentar a vontade dos leitores de continuar lendo sua história... até o fim!


O "mundo normal"... e o que ele pode fazer pelo seu livro!

Que tal ler sobre um lugar diferente e excitante, seja do passado ou no futuro?


Que tal saber sobre um exótico mundo perdido? Ou assombrado?


Interessante, não?


Mas... Começar seu livro com um “mundo normal” e comum e dizer que isso é o certo...?


Pronto! Agora você achou que eu enlouqueci de vez, né?


Sim, eu sei.


Muitos autores acreditam que começar uma trama em um lugar extraordinário é o que todos os leitores desejam, mas, o que os grandes best-sellers mundiais nos revelam é algo bem diferente...




Se você quer que o arco da mudança do seu protagonista faça algum sentido e seja interessante, esteja certo de que esse não costuma ser o melhor caminho para o sucesso de uma obra.


Nós já conversamos sobre as mentiras que o nosso protagonista conta para si mesmo, assim como as coisas que ele quer e as coisas de que ele precisa, mas isso é apenas um pedacinho de um bom arco de abertura.


O nosso protagonista, entretanto, ainda precisa de contexto.


E é esse "mundo normal" que vai nos dar esse contexto!


Como assim, Pepper?





As pessoas são definidas pelo microcosmo em que vivem. Nós somos inevitavelmente moldados pelas coisas que nos rodeiam porque elas refletem nossas escolhas e limitações.


Como chegamos a um lugar, por que escolhemos permanecer nele ou por que somos forçados a ir embora? Fatores como esses e muitos outros revelam facetas das nossas personalidades, valores, forças e fraquezas.


Esse é o contexto que o "mundo normal" dá à história.


Ele terá um papel muito importante no começo, em geral nos 25% iniciais da trama também conhecido como o “Primeiro Ato”.



O “mundo normal” faz a fundação da história e vai criar um modelo contra o qual todas as mudanças de enredo e do personagem serão medidas. Sem essa vívida entrada do que vai acontecer na vida do personagem, o resto do arco vai perder definição e potência.


O mundo normal se apresenta de diversas maneiras: ele pode aparecer maravilhoso na superfície apenas para mostrar sua fachada perfeita ser trincada logo na abertura. Ou ele pode ser um lugar seguro, porém entediante. Pode ser horrível ou pode até ser excelente, mas o protagonista ainda não está pronto para apreciá-lo.


Um “mundo normal” é importantíssimo porque ele prova “visualmente” para o leitor como era/vivia o seu protagonista antes de tudo acontecer e isso faz toda a diferença porque permite que seja desenvolvida uma trama que cause interesse.


Como fazer isso, então?



Eu explico:


Para que consiga criar um novo “mundo normal” que seja interessante aos olhos do leitor, você precisará se fazer várias perguntas sobre ele.


Aqui estão algumas delas:


1- Que cenário você vai abrir sua história?


2- Como esse cenário vai mudar na primeira reviravolta do enredo?


3- Como o mundo normal está causando ou empoderando a mentira?


4- Por que seu personagem está nesse mundo normal?


5- Se o personagem quer partir desse mundo, o que está impedindo?


6- Se o personagem não quer deixar esse mundo, por que ele está partindo?


7- O personagem principal retornará ao mundo normal no fim da história?


8- Se o “mundo normal” é um lugar legitimamente bom, como o protagonista precisará mudar a fim de compreendê-lo e apreciá-lo?



Dê tempo ao tempo...


Deixe as perguntas fermentarem dentro de você e, esteja certo(a), encontrará mais respostas e descobertas do que ousou imaginar.


Minha dica:


O "mundo normal" apresenta uma oportunidade valiosa para visualizar e dramatizar a mentira do seu personagem. Tire vantagem dele para criar uma entrada que vai deixar seu leitor de queixo caído e, consequentemente, animadíssimo para se jogar nas aventuras que se seguirão páginas adentro.


Milhões de beijos animados e até breve,


Pepper.



OBS: Gostou desse post? Então compartilha com seus amigo(a)s no Facebook, Twitter, etc, enfim, onde desejar! Eu ficaria muito agradecida.

Pssiu? Seu livro não vende?

Quer dicas 100% Grátis para se tornar um escritor de sucesso publicando digitalmente na Amazon?


Então aqui está o e-book com os 3 SEGREDOS que me ajudaram a alcançar milhares de leitores, multiplicar as vendas dos meus livros e ainda me render 8 MILHÕES de leituras no Kindle Unlimited!!!


Pegue o seu agora e comece mudar a sua história. CLICA AQUI:







80 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo